Sindicato dos Servidores Públicos do Sistema Penitenciário Paulista

Rua

Este é o seu Sindicato

Estamos aqui para unir nossas forças

O Sindicato é feito pelos servidores

Somos apenas representantes da categoria

Oferecemos vários benefícios

Para melhorar a vida dos servidores

O jurídico esta aqui para defendê-lo

Independente do que aconteça

Porque o nosso futuro

Depende da nossa união e luta no presente

23/04/14

Projeto do governo sobre Campanha Salarial de 2013 será encaminhado amanhã,24, à Alesp



Será encaminhado, amanhã, para a Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) o Projeto de Lei com as concessões do governo referente a pauta de reivindicação da Campanha Salarial de 2013. A afirmação foi feita hoje, no Palácio Bandeirantes, ao presidente do SINDCOP Gilson Pimentel Barreto pelo próprio governador  Geraldo Alckmin. Barreto participou da reunião de assinatura do convênio entre o Iamspe e o Hospital Beneficência Portuguesa de Bauru. O atendimento aos usuários do Iamspe tem início amanhã, dia 24.
O encaminhamento do projeto de lei que conterá o que foi prometido pelo governo, faz parte do acordo que colocou fim a greve dos servidores penitenciários.
A expectativa dos servidores em relação ao projeto é grande, já que o governo havia prometido encaminhá-lo a Alesp em regime de urgência.
Segundo o presidente do SINDCOP,  os secretários de Planejamento e Desenvolvimento Regional e da Casa Civil Julio Semeghini e Edson Aparecido, respectivamente também confirmaram o encaminhamento do projeto de lei que irá regulamentar vários itens da Campanha Salarial. Os secretário não cometeram o teor do projeto.
Segundo eles, em breve o governo irá discutir as reivindicações da campanha Salarial de 2014.
Iamspe
O presidente do SINDCOP e o vice-presidente Carlos Roberto Romacho participaram da reunião de assinatura do convênio entre o Iamspe e o Hospital Beneficência Portuguesa. Também participaram da reunião, o deputado Pedro Tobias, o prefeito Rodrigo Agostinho, o vereador Raul Gonçalves de Paula e os médicos bauruense Eli Roberto Garcia Filho  e Marco Aurélio Viegas, entre outros.

A assinatura do convênio coloca fim ao drama de servidores públicos estaduais que há tempo estão sem atendimento médico do Iamspe. Com a assinatura do convênio o Hospital Beneficência Portuguesa passa a fazer o pronto atendimento, internações e demais procedimentos médicos.

18/04/14

Desejamos a todos o servidores (as) e suas famílias Feliz Páscoa


04/04/14

AMANHÃ, SÁBADO, PALESTRA DO MAJOR OLÍMPIO NA ITE

O deputado estadual Major Olímpio Gomes (PDT) estará em Bauru amanhã, participando do Encontro Macroregional do PDT. Major Olímpio é defensor dos projetos relacionados aos servidores penitenciários e a Polícia Militar. O SINDCOP convida os servidores do sistema penitenciário para participar do evento que será realizado na ITE (Instituição Toledo de Ensino), a partir das 8 horas.
O convite para que o SINDCOP  e os servidores penitenciários participem do evento foi feito pelo vereador Fabiano Mariano, que o presidente municipal do Diretório do PDT.
Major Olímpio estará acompanhado do ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi que é presidente nacional e estadual do PDT, e de Carlos Apolinário. Major Olímpio é pré-candidato as eleições deste ano e deve disputar o cargo de governador. Apolinário é pré-candidato a senador.
Major Olímpio é o deputado que mais se aproximou dos servidores penitenciários nos últimos anos. Todas as vezes que foi preciso a intervenção de um deputado nas questões relacionadas a categoria, o Major Olímpio recebeu a diretoria do SINDCOP . Várias vezes ele intercedeu pelos servidores na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), inclusive durante o período de greve. 

21/03/14

NOTA DE REPÚDIO




A Coordenação de Mobilização e Negociação repudia ações do governo contra os trabalhadores

A Coordenação de Mobilização e Negociação dos servidores do sistema prisional paulista vem a público parabenizar os funcionários pela união e mobilização demonstradas durante todo o dia desta quinta-feira. Continuaram firmes na greve, enfrentaram todo tipo de ameaça, aprovaram a continuidade da greve. Tudo em um único e histórico dia. Mostraram garra, coragem e disposição para lutar pelo que acreditam e merecem. Parabéns.

Tendo em vista a situação crítica e precária em que se encontram os presídios paulistas, seja pela superlotação de presos, falta de funcionários e demais mazelas, estamos chegando ao 12º dia de greve devido à inflexibilidade do governo de São Paulo.

A Coordenação decide, em vista do governo do estado anunciar à imprensa toda a sua “boa vontade” em negociar com as entidades representativas do sistema, que:



1)      Repudiamos toda a truculência e o desrespeito com que o governo trata os seus trabalhadores, quando opta pela força da polícia ao invés de privilegiar o diálogo. Certamente, virar as costas para os problemas do sistema prisional e tentar sufocar e intimidar os trabalhadores somente trarão consequências irreparáveis e irreversíveis para o sistema penitenciário.



2)      As 11 assembleias de categoria realizadas ao longo do estado de São Paulo deliberaram pela continuidade da greve, até porque se os funcionários recuarem e deixarem que tudo continue do jeito que está, significará o fim da perspectiva de melhoria para aqueles que labutam heroicamente nos presídios falidos e abandonados do estado de São Paulo.  Temos certeza que diante desta crise sem precedentes, somente um governo democrático, afeito ao diálogo, conduzirá a uma solução pacífica e efetiva.



3)      Esperamos que nesta sexta-feira, 21 de março, o governo anuncie em caráter urgente uma agenda para negociações com uma proposta de valorização e uma política voltada para as condições de trabalho e saúde do trabalhador.



4)      Também temos certeza de que o sistema prisional paulista é desumano para os funcionários, os presos e todos os seus familiares. Irresponsáveis não são os funcionários, mas sim aqueles que teimam em não enxergar a situação crítica das nossas prisões. Diante disto, a Coordenação delibera que haverá visita normal no final de semana, aguardando que o governo estadual também cumpra o seu papel e agende em caráter emergencial uma reunião para definir a pauta de reivindicação 2013 da categoria.



São Paulo, 21 de Março de 2013



Coordenação de Mobilização e Negociação dos Servidores do Sistema Prisional do Estado de São Paulo